RS: Servidores da Polícia Federal protestam contra a exclusão da categoria da lista dos profissionais da Segurança Pública que serão vacinados contra a COVID-19

NOTA DE PROTESTO

 

As entidades representativas dos servidores da Polícia Federal no Rio Grande do Sul protestam veementemente contra a exclusão da categoria da lista de profissionais da Segurança Pública que serão vacinados contra a COVID 19 no Estado. A lista foi divulgada na RESOLUÇÃO Nº 060/21 – CIB/RS, publicada nesta quinta-feira, 01.04, e que determina o início da vacinação para esse grupo prioritário. Caso os servidores da Polícia Federal não sejam incluídos na determinação, poderá haver a suspensão das atividades até que sejam imunizados, em razão do alto grau de exposição decorrente de suas atividades, com elevado número de servidores contaminados e levados a óbito em razão do coronavírus.

A Resolução foi decorrente de Nota Técnica publicada pelo Ministério da Saúde que recomenda o início da vacinação das Forças de Segurança Pública, por cumprirem medidas de controle sanitário, ao desenvolverem ações que contribuem para conter a disseminação da doença. Destaca-se que são os policiais federais os responsáveis pela escolta das vacinas que chegam no Estado, portanto, atuam diretamente na logística para a contenção da doença.

Além disso, durante toda crise sanitária, os policiais federais mantiveram o cumprimento de suas funções, tais como: a deflagração de operações policiais, expondo os servidores ao contato com objetos, veículos, dinheiro e, especialmente, com pessoas (policiais e terceiros envolvidos, como alvos e testemunhas); a realização de flagrantes; custódia e escolta de presos; a execução de atividades burocráticas/cartorárias e de atendimento ao público; realização de oitivas em procedimentos policiais e cartas precatórias, entre outras.

Na semana passada, as entidades representativas dos servidores da Polícia Federal já haviam protocolado ofícios à Secretária de Saúde do RS, bem como às 13 prefeituras onde há Delegacia de Polícia Federal no Estado, no sentido de subsidiar a logística e oferecer infraestrutura, através de locais de vacinação, armazenamento, transporte e profissionais para a aplicação, seguindo todas as exigências sanitárias. Na segunda-feira,05.04, será protocolado um ofício ao Governador do Estado manifestando o descontentamento e requerendo providências imediatas.

Convocamos todos a se unirem às nossas solicitações – gestores públicos, políticos e sociedade civil, para que possamos continuar na linha de frente do combate à criminalidade e à corrupção.

 

Porto Alegre, 01 de abril de 2021.

 

Júlio César Nunes dos Santos – Presidente do Sindicato dos Policiais Federais do RS – SINPEF/RS

  

Josemauro Pinto Nunes – Diretor Regional da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal no RS – ADPF

 

Renato Letizia Garcia – Diretor Regional da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais no RS – APCF

 

Vinícius Marcelino Ilha – Representante Regional do Sindicato Nacional dos Servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal – SINPECPF

Temas , , .

 

Ir para o topo da páginaIr para o topo da página