Quero falar português….

Coluna do ValaA iniciativa de um deputado que, através de um projeto de lei, pretendia tornar obrigatório o uso da língua portuguesa no Brasil parece que não prosperou… Seu autor alegava que estava demais o uso de expressões estrangeiras, tornando quase ininteligíveis muitas delas para grande parte dos brasileiros. Não sou dado a purismos linguísticos, menos ainda a qualquer tipo de xenofobia, mas estão exagerando, todo dia me deparo com tudo que é tipo de termo alienígena para indicar coisas simples e corriqueiras do nosso dia a dia.

Começar algo agora é dar um start. Imprimir é printar. Consulta é no google. Meus exames médicos mudaram de nome: faço check-up. Descobri que estou com stress. Vou voltar a fazer meus happy hour nos fins de tarde, para um relax… Estou em dúvida, certos males já existiam ou apenas trocaram de nome? Noutras áreas também não faltam palavras importadas: é upgrade ou downgrade, depende do caso – tem gente que melhora de vida, outros pioram, é o up e o down… Temos ainda o delete, termo perigoso, pois muitos já sabem que podem sumir do mundo ou do coração de alguém quando deletados… Geladeira sem frost-free nem pensar, é algo amado pelas mulheres – sou xingado há dois anos pela minha porque comprei uma sem o tal frost…

Temos muitos outros termos incorporados ao nosso cotidiano: a pizza tem entrega delivery, algumas não cobram pelo serviço – são free. Outros nomes são antigos: o lanche é com milk shake. O nosso cachorrinho-quente há muito virou hot-dog. Num dia desses ouvi um cara dizer que queria o dele bem hot e sem pepper… As liquidações no comércio são chamadas de sale, isto aí, sale, bem baratinho… Entrar num shopping é uma aula, parece que estamos em Miami, quase todas tem nomes como: Brooksfield, Le Lis Blanc, Mc Donald’s, Le Pastiche, e por aí afora…

Estou convicto de que essa onda de estrangeirismos está pirando todo mundo. Assisti a um cantor sertanejo interpretando uma canção com uma homenagem ao Elvis. Disse que cantaria “Love Me Tender”, uma conhecida canção do rei do rock. Perguntado se sabia o significado do título, ele respondeu, para surpresa de todos, que não tinha ideia, que, para ele, tender significava um peru que comia no Natal… Enquanto isso, um banco cria o Personal Banking, e o IBGE oferece um serviço com o nome de IBGE Teen…

Os mais velhos sabem que essas coisas não começaram agora. No passado, era comum o exibicionismo usando o francês: toilette, garage, chauffeur, boutique, laque, bistouri, filet, bouquet e outras eram usadas sem cerimônia. Juristas e jornalistas usavam (e usam) expressões latinas como sinal de erudição. Com o advento da supremacia americana, os franceses foram deixados de lado, mas deixaram uma herança considerável: madame e garçom, por exemplo, mudaram de cidadania…

Num dia desses, fui numa festa e voltei confuso: a hostess me recebeu. O promoter me informou da existência de uma “Lista Vip” esclarecendo que daria um desconto nos gastos se eu apresentasse o flyer. Fui embora, não conhecia a hostess e nem o promoter me conhecia. Olhei o preço que cobravam e desisti. Não vou mais a festa sem flyer…

Continuando, relato outro fato. Estava com passagem comprada para o norte do país. Fui informado de que meu cachorro precisaria de um atestado para viajar comigo, pois ele poderia “contaminar” os caninos nortistas… Como sei que o nosso país é “um lugar organizado e onde tudo funciona”, tratei de cumprir a Lei. Procurei uma veterinária num pet-shop. Fui atendido por solícitas recepcionistas que me “lembraram” que não tenho mais cachorro, agora sou dono de um pet. Logicamente que estarei no aeroporto acompanhado pelo pet, conforme orientação da dog sitter do pet-shop…

Concluindo, preciso dizer que, neste exagero todo, acontece algo incrível: usamos palavras inglesas só adotadas por aqui. Lá fora, o outdoor é substituído pelo billboard, e o shopping pelo mall… Somos realmente criativos.

Até outro dia. So long! Vou tomar tranqüilamente meu scotch on the rocks…

 

e-mail vala1@uol.com.br

blog www.valacir.com

Temas .

 

Ir para o topo da páginaIr para o topo da página