Porto Alegre/RS: Cerca de 400 policiais participam do ato de protesto contra a Reforma da Previdência

Cerca de 400 policiais federais, policiais rodoviários federais e policiais civis participaram do ato de protesto contra a Reforma da Previdência, realizado na manhã desta terça-feira, 18.04, DIA NACIONAL DE LUTA PELA VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA, data em que está prevista a leitura do relatório do deputado Arthur Maia (PPS-BA) na Comissão Especial da Reforma da Previdência.

O ato público foi realizado no saguão da Superintendência Regional da Polícia Federal, na Avenida Ipiranga, de onde os profissionais da segurança pública saíram em passeata até o Palácio da Polícia Civil, mais uma vez tornando pública sua contrariedade aos termos da PEC 287/2016, e a forma desrespeitosa com que têm sido tratados pelo Governo, ao tentar retirar da Constituição Federal a “atividade de risco”, inviabilizando a aposentadoria especial dos profissionais de segurança pública.

Além de não aceitarem o fim da aposentadoria especial policial, a categoria registrou o seu repúdio à totalidade da Reforma da Previdência, um ataque voraz e injusto a todas as famílias brasileiras.

Tendo que trabalhar 49 anos para integralizar o tempo de contribuição, a maioria dos brasileiros morrerá antes mesmo de se aposentar. Quando se trata dos policiais, essa situação fica ainda pior, pois a idade média desses profissionais não atinge sequer os 60 anos, enquanto a idade média da população brasileira é de 74 anos. Vale lembrar que só no ano passado foram assassinados no Brasil, em serviço ou em razão dele, quase 500 policiais, sem contar o enorme número de suicídios, as mortes por estresse profissional e as baixas por acidentes em ações policiais.

Participaram da manifestação os dirigentes do Sindicato dos Policiais Federais do RS – SINPEF/RS, da Associação dos Delegados do RS – ADPF,  do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais – SINPRF-RS, da Associação dos Peritos Criminais Federais – APCF/RS, da Ugeirm- Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores de Polícia Civil e da Associação dos Oficiais Estaduais do Rio Grande do Sul – AOFERGS.

 

 

 

 

 

Temas , , .

 


Deseja comentar esta notícia? Autentique-se para postar um comentário. Efetue seu login aqui »

Ir para o topo da páginaIr para o topo da página