PF prende quinto integrante de quadrilha que matou agente

A Polícia Federal prendeu o quinto integrante de uma quadrilha que tentou roubar um avião na cidade de Sinop (500 km Norte de Cuiabá) e trocou tiros com policiais federais. No confronto, morreu o agente Mário Henrique de Almeida Matos, 33 anos.

De acordo com informações do site Só Notícias, a prisão ocorreu na madrugada desta segunda-feira (18), em Sinop.

J.C.R.S. já prestou depoimento e foi encaminhado para a Penitenciária Osvaldo Florentino Leite (Ferrugem).

Ele tem 41 anos e é ex-detento da penitenciária local, pelos crimes de tráfico de drogas e assalto em Sorriso (420 km ao Norte da Capital).

O tiroteio ocorreu na madrugada de sábado (16). A quadrilha, que era formada por pelo menos nove criminosos, tentou roubar a aeronave de um aeródromo na zona rural da cidade.

Durante a troca de tiros, o policial federal Mário Henrique de Almeida Matos foi atingido na região do tórax e morreu.

Horas depois, os policiais federais conseguiram prender o piloto do avião que seria roubado e fazia parte da quadrilha.

No domingo (17), os agentes prenderam mais três suspeitos. Um deles não seria integrante da quadrilha, mas acabou preso por ser comparsa de um dos foragidos. Dessa forma, apenas um integrante continua foragido.

A PF está oferecendo uma recompensa de R$ 2 mil para quem tiver informações do paradeiro de qualquer um dos suspeitos que estão sendo procurados pelo crime de roubo.

As buscas são feitas por aproximadamente 20 agentes, entre policiais federais, policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) de Cuiabá e Força Tática de Sinop.

O juiz da 2ª Vara da Justiça Federal de Mato Grosso, Marcel Queiroz Linhares, decretou, ainda no final de semana a prisão preventiva de quatro integrantes da quadrilha.

O caso

Policiais federais tinham informações de que os bandidos chegariam na madrugada de sábado, para roubar dois aviões, em um aeroclube conhecido como “Canarinho”, às margens da MT-140, em Sinop.

Ao chegarem ao local, os agentes se depararam com ao menos nove assaltantes, que estavam em três veículos.

Conforme a PF, os membros da quadrilha estavam em uma L 200, uma picape Strada verde e uma Saveiro preta.

Os bandidos renderam funcionários do aeródromo e, ao verem os agentes da PF, teriam começado a atirar.

No tiroteio, o policial federal Mário Henrique de Almeida Matos foi atingido na região do tórax.

Ele chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital Regional de Sinop, porém, não resistiu ao ferimento e faleceu momentos depois.

De acordo com investigações da PF, dos nove integrantes da quadrilha, cinco são irmãos.“Em família”

As investigações também apontam que os assaltantes são todos de alta periculosidade.

Entre os integrantes da quadrilha, havia ao menos dois pilotos de aeronaves, que foram aliciados pelo bando. Eles seriam utilizados para levar os aviões roubados para a Bolívia.

Vítima

Segundo a PF, o agente Matos chegou há dois anos para trabalhar em Sinop. Ele e a família são de Brasília (DF). Era casado com uma policial civil.

O corpo de Matos foi transladado de avião, ainda no sábado para Brasília e o enterro foi realizado na manhã deste domingo, no Cemitério Campo da Esperança.
Fonte: Mídia News

Temas , , .

 


Deseja comentar esta notícia? Autentique-se para postar um comentário. Efetue seu login aqui »

Ir para o topo da páginaIr para o topo da página