Instituto Cidade Segura apresenta o relatório da Primeira Pesquisa de Vitimização de Porto Alegre (PV POA-I) | SINPEF RS
 

Instituto Cidade Segura apresenta o relatório da Primeira Pesquisa de Vitimização de Porto Alegre (PV POA-I)

Diretor de Relações do Trabalho do SINPEF/RS, Flávio José Isoton, representou o Sindicato no evento

O Instituto Cidade Segura, com apoio do Sindicato dos Policiais Federais (SINPEF/RS), o Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores de Polícia (UGEIRM) e o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais (SINPRF-RS), apresentaram à imprensa e a convidados o Relatório da Primeira Pesquisa de Vitimização de Porto Alegre (PV POA-I), na manhã desta quinta-feira (01), na sede do SINPEF/RS. 

A coleta dos dados da PV POA I foi realizada entre os dias 17 e 28 de outubro de 2017, pelo Instituto de Opinião Pública (IPO) a partir de questionário com 152 questões. A amostra, quantitativa probabilística aleatória, foi realizada com mil entrevistas domiciliares, nos setores censitários da cidade, em suas oito regiões, com residentes maiores de 16 anos, estratificados por sexo, faixas etárias e níveis de renda, reunindo outras variáveis como escolarização, composição étnica e pertencimento a religiões. A margem de erro da amostra é de 3% e seu grau de confiança é de 95%.

Além de dados sobre vitimização da população residente na capital nos 12 meses anteriores à coleta, com dados sobre a subnotificação, o estudo dimensionou a sensação de insegurança disseminada, a noção de justiça, o comportamento das pessoas em relação à violência e a percepção da cidadania sobre um conjunto de temas, entre eles o trabalho das polícias.

De forma inédita no Brasil, a pesquisa construiu, a partir da avaliação dos residentes, o Indicador de Confiança Policial (IC-POL) para a Polícia Civil e Brigada Militar.

 

 

Temas , .

 


Deseja comentar esta notícia? Autentique-se para postar um comentário. Efetue seu login aqui »

Ir para o topo da páginaIr para o topo da página