Coronavírus: SINPEF/RS promove novas ações em continuidade à campanha Rede Solidariedade

Preocupado com o bem-estar de seus sindicalizados e em adesão à campanha “Rede Solidariedade: um por todos, todos por um”, o SINPEF/RS vem desenvolvendo uma série de iniciativas diante da preocupante escalada de contaminação do coronavírus. Essa campanha é um esforço do Departamento de Polícia Federal , com o apoio das entidades representativas dos seus servidores, para manter seus profissionais seguros e a população assistida, em época de enfrentamento à pandemia.

Como um serviço essencial, a Polícia Federal está na linha de frente para evitar que os efeitos da pandemia sejam ainda mais devastadores, e o SINPEF/RS não poderia se furtar de unir todos os esforços possíveis para o cumprimento desse propósito.

Proteção aos policiais federais

Desde os primeiros casos do Covid-19 no Brasil, a grande preocupação do Sindicato foi no sentido de que os servidores da Polícia Federal estivessem trabalhando com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) adequados para que fosse evitado o contágio. Nesse sentido, o Sindicato distribuiu diversos materiais de proteção para aqueles que trabalham nos portos, aeroporto e nos postos de fronteiras, bem como nas delegacias que fazem o atendimento ao público como passaporte e estrangeiro, antes mesmo das restrições de atendimento e alterações de procedimentos na PF, frente à decretação de situação de emergência em saúde pública.

Até o momento, o Sindicato já distribuiu 200 álcoois gel grandes, 350 álcoois gel pequenos, mil pares de luvas e 2 mil máscaras tanto para algumas unidades em Porto Alegre quanto para as Delegacia no interior, em especial aos postos de fronteira que manifestaram essa necessidade. Estamos recebendo um novo lote para ser distribuído para os locais de trabalho, conforme manifestação dos sindicalizados.

A situação das fronteiras secas preocupa sobremaneira em razão dos policiais federais continuarem a trabalhar no fluxo migratório, na fiscalização e controle, sem materiais mais adequados para evitar o contágio, como capacetes de acrílico, capote e máscaras N95. O Rio Grande do Sul é o Estado brasileiro com o maior número de postos de fronteira da Polícia Federal, em decorrência de sua localização estratégica.

O SINPEF/RS também protocolizou ofício ao então Superintendente Regional da PF Alexandre Isbarrola para que, de forma conjunta, fosse agilizada a aquisição e distribuição de EPIs aos policiais federais, bem como aos servidores administrativos e contratados. Prontamente, o SR entrou em contato com o Sindicato para prestar informações sobre as ações da PF nesse sentido. Mais recentemente, no dia 15 de maio, o SINPEF/RS protocolizou ofício ao Superintendente José Antônio Dornelles solicitando a agilização da realização dos testes de COVID-19 aos servidores da SR/PF/RS, o que também está sendo gestionado junto às Secretarias Estadual e Municipais de Saúde do Estado.

Além disso, o Sindicato confeccionou 3 mil máscaras de pano personalizadas que estão sendo distribuídas aos sindicalizados na intenção de contribuir com a adoção de medidas preventivas.

Equipamentos de Proteção Individual foram distribuídos pelo SINPEF/RS

Policiais federais continuam atuando no fluxo migratório e no controle das fronteiras

Campanhas de orientação e esclarecimento

No dia 08 de março, a homenagem do Sindicato pelo Dia das Mulheres foi feita através da distribuição de mais de 100 álcoois-gel para as sindicalizadas que visitaram a nossa sede.

Nesse mesmo período, uma campanha publicitária, através de uma série de posts em nossas redes sociais, forneceu orientações sobre como evitar fake news, utilizando os canais oficiais de informação, bem como dando orientações de procedimentos para evitar a disseminação do Covid-19. Desde então, todas as postagens têm reproduzido as orientações oficiais relativas à pandemia, incluindo o Ministério da Saúde, o Governo do Estado do RS, a Anvisa, além de informações produzidas pelos Planos de Saúde conveniados ao SINPEF/RS como a Unimed, Centro Clínico Gaúcho e Uniodonto.

Foi priorizada, dentro da linha editorial informativa, a prestação de serviços sobre atendimentos online com vistas a facilitar aqueles que têm a possibilidade e a indicação de ficarem em isolamento.

Doação de alimentos

Dentro das iniciativas da Rede Solidariedade, o SINPEF/RS adquiriu, no mês de abril, 100 cestas básicas com mantimentos não perecíveis que foram distribuídas da seguinte forma: 80 unidades foram doadas para o Banco de Alimentos – uma organização criada no ano de 2000, que possui diversas entidades assistenciais cadastradas como creches, escolas, asilos, associações de bairros, para os quais são distribuídas as doações conforme a necessidade de cada uma. As outras 20 cestas básicas foram doadas para famílias carentes no Bairro Glória e no Morro Santa Tereza, em Porto Alegre. No início de junho, foram doadas mais 100 cestas básicas para outras famílias carentes do Morro Santa Tereza e das imediações da Rua Clarinda Siqueira, no Bairro Partenon.

Banco de Alimentos recebe 80 cestas básicas

Famílias do Morro Santa Tereza e do Bairro Glória receberam doações

Doação para família de venezuelanos

Disque SINPEF/RS para grupo de risco

O SINPEF/RS também está disponibilizando um serviço de apoio às pessoas que fazem parte do grupo de risco do coronavírus (idosos e portadores de doenças crônicas). Se você precisa de um auxílio para fazer compras no mercado ou para ir à farmácia, entre em contato conosco através do telefone 51 98412.92.80.

Campanha de Doação de Sangue

Na última semana, o SINPEF/RS, também com vistas a minimizar os efeitos da pandemia, deflagrou uma campanha de incentivo à doação de sangue, adotando o slogan “DOE SANGUE, DOE VIDA!”, e seguindo o alerta do Ministério da Saúde para a necessidade de manter a rede abastecida para atender a quem precisa. 

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde são “inaptos para a doação de sangue por um período de 30 dias aqueles que apresentarem sintomas respiratórios e febre ou se tiverem tido contato, há menos de 30 dias, com casos suspeitos ou confirmados de covid-19”.

Procure o Hemocentro do Estado do Rio Grande do Sul, na Av. Bento Gonçalves, 3722 – Partenon, Porto Alegre – RS, 90650-003 – Telefone: (51) 3336-6755.

O SINPEF/RS vai ligar para você

Dentro das ações da Rede Solidariedade, a partir do dia 04.05, o SINPEF/RS começou a ligar para seus sindicalizados para saber se há a necessidade de algum auxílio, iniciando os contatos pelos aposentados. Dê sugestões de ações sindicais e participe de nossas campanhas.

 

Rede de atendimento não presencial

Em consonância com o Decreto Nº 55.128, de 19 de março de 2020, do Governo do Estado, que declarou estado de calamidade pública em todo RS para fins de prevenção e de enfrentamento à epidemia, a partir do dia 23 de março não houve mais atendimento presencial na sede do Sindicato. Foram divulgados telefones e e-mails de cada setor de atendimento do SINPEF/RS, e suas funcionários passaram a trabalhar em home office, sendo realizados online todos os serviços disponibilizados aos sindicalizados.

Desde o dia 04 de maio, com a flexibilização das medidas de isolamento, o Sindicato passou a funcionar em regime de plantão, das 9h às 12h e das 13h às 17h, para questões emergenciais, com um rodízio das funcionárias que trabalham ou de forma presencial ou em home working, em escalas semanais.

 

O SINPEF/RS continuará atento às condições de trabalho dos servidores do DPF, bem como manterá a concentração de esforços para minimizar as consequências devastadoras desta pandemia. Alertamos para que todos continuem adotando as medidas de prevenção que vêm sendo divulgadas, assim como solicitamos o engajamento dos sindicalizados nas iniciativas de nossa Rede de Solidariedade.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação SINPEF/RS

 

Leia também:

Policiais federais lotados em fronteiras pedem EPIS específicos

 


Deseja comentar esta notícia? Autentique-se para postar um comentário. Efetue seu login aqui »

Ir para o topo da páginaIr para o topo da página