CHAPA 2 – A RETOMADA: NOVOS TEMPOS

INTEGRANTES DA CHAPA 2 

PRESIDENTE: Marcel da Costa IRIART – APF desde 1987, formado em Ciências Jurídicas e Sociais. Foi lotado da SR/PF/MS, RPO/PF/SP e SR/PF/RS. Chefe do NO/DREX/SR/PF/RS desde 2013. Atuação em seg.dignitários e grandes eventos, com cedências à SENASP/MJ e SESGE/MJ, chefiou a seg. do MJ. Professor da ANP/PF.
VICE-PRESIDENTE: ENRICO Streliaev Canali – APF desde 2003, formado em Jornalismo e Educação Física. Lotações: DPF/LIV/RS e SR/PF/RS, atuando na CS/GAB, GPRED, DELEFAZ, GRCC, UCI e NPAER. Foi representante sindical em Livramento. Cedido à SESGE/MJ de 2014 a 2017. Professor de TFP na ANP/PF.
SECRETÁRIO-GERAL: SILVIO Jesus da Silva – EPF desde 1997, na SR/PF/RS. Lotações na NCPO, NEOF, NO/DREX, DELINST, DELEPAT, DRE e NO/DREX. Atualmente lotado no NO/DREX. Secretário-geral da APOFESUL Porto Alegre por 2 gestões. Atualmente membro do Conselho de Administração do SICREDIPOL.
DIRETOR FINANCEIRO: CLEBER Tavares – APF desde 1999. Formado em Ciências Contábeis e esp. Seg. Pública. Atuou na DPF/RGE/RS, DELINST, DELEMAPH, DELEPAT e DELEPREV. Foi repr. sindical de RGE. Foi tesoureiro da APOFESUL Rio Grande e POA, já foi Cons. Fiscal. Professor da ANP e membro de bancas de Especialização ANP.
DIRETOR DE ESTRATÉGIA SINDICAL: Marcelo ANDREI da Silva – APF desde 1999. Formado em Odontologia e esp. em Seg. Pública. Atuou na DPF/CXS/RS, CGPRE, CGPI, SENASP (2006 a 2010), como Chefe da Seg. do MJ e NPAER. Foi Assessor de Seg. Pública do Governador do RS. Atuou na Inteligência da Copa das Confederações (Alemanha 2005).
DIRETOR JURÍDICO: Luciano CLAVÉ Gomes – EPF desde 1997. Formado em Direito. Hoje aposentado. Atuou na DPF/RGE/RS e SR/PF/RS, na DELEPREV, DELEFAZ, DRE, DELEARM, DELEPAT e NPAER. Chefe do NUCART de 2013 a 2018. Supl. da diretoria do SINPEF em várias gestões. Integrou a dir. deliberativa da APOFESUL até 2020.
DIRETOR PARLAMENTAR: João Carlos Cardoso de CAMPOS – APF desde 1977, hoje aposentado. Formado em Direito. Atuou na DELEFAZ e DELEMIG. Chefiou o NPAER. Foi supl. de diretorias do SINPEF/RS. Pres. da APOFESUL (1989-1991). Foi pres. em exercício da CONPORTOS. Representou o Brasil na Org. Marítima Internacional (IMO), em Londres. Coord. de Inteligência na SENASP/MJ.
DIRETOR DE COMUNICAÇÃO: ANDREI Reolon FONSECA – APF, Formado em Jornalismo (2004) ingressou na PF em janeiro de 2013. Foi lotado em Jaguarão e atualmente é da DELEPAT/RS.
DIRETOR DE RELAÇÕES DE TRABALHO: Carlos André Xavier VILLELA – PCF desde 1995. Engenheiro Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990), Mestre em Engenharia Civil pela COPPE – UFRJ (1993), Oficial Engenheiro Militar – Engenharia de Fortificação e Construção – pelo Instituto Militar de Engenharia (1994).
DIRETOR ADJUNTO: GILBERTO Souza de Almeida – EPF, formado em Direito pela UNISINOS, posse no DPF em 10/10/1996, lotação DPF/CXS/RS e SR/RS com atuação na DRE e DELEPAT, atual chefe do NUCART/SR/RS.

PILARES DE ATUAÇÃO DA CHAPA 2

  • Compromisso com as causas e matérias ligadas aos policiais federais e servidores administrativos
  • Independência política
  • Transparência administrativa
  • Gestão baseada na probidade, legalidade e economicidade
  • Representatividade de cargos
  • Igualdade entre ativos e inativos

OBJETIVOS E PROPOSTAS

  • Retomar o protagonismo histórico do SINPEF e dos seus sindicalizados na formulação de propostas e projetos para a categoria, superando o atual papel do sindicato, que se tornou mero referendador de pacotes fechados, apresentados “de cima para baixo”
  • Promover a busca de interesses comuns entre os cargos da Polícia Federal: A CHAPA 2 – A RETOMADA: NOVOS TEMPOS buscará pontos de convergência de interesses entre os cargos das carreiras policial federal e administrativa para nortear as relações sindicais e de trabalho
  • Valorizar e defender a reformulação de carreiras policiais e administrativas – atual abismo salarial entre os cargos é uma das pautas prioritárias e entra como ponto de partida das discussões com o governo
  • Retomar a efetiva participação dos administrativos, com gestões junto à administração central e regional para ampliação de atribuições e valorização dos ocupantes desse importante cargo, em propostas a serem formuladas e defendidas em conjunto com integrantes da carreira.
  • Dedicar atenção especial em ouvir as demandas e propostas dos sindicalizados na busca por melhores condições de trabalho e qualidade de vida, representando a verdadeira vontade de todos
  • Manter canal aberto e permanente de diálogo e informação entre o sindicalizado e o SINPEF
  • Defender a da carreira policial única – A carreira policial deve ser revista e modernizada, com o foco no ingresso único no órgão e progressão interna.
  • Buscar a recomposição das perdas salariais de todos os cargos, independente da reformulação das carreiras policial e administrativa.
  • Incluir e valorizar os servidores aposentados – A voz da experiência deve cada vez mais ser ouvida. Servidores que fizeram história na PF terão espaço de destaque na administração sindical.
  • Atuar de forma direta em Brasília para tratar dos interesses da categoria – A CHAPA 2 – A RETOMADA: NOVOS TEMPOS conta com um representante residente na capital federal, facilitando a interação com a FENAPEF, governo e parlamentares
  • Atuar de forma direta e permanente com parlamentares para tratar matérias afins com a carreira e a atividade policial – Atuação com foco nos servidores e na carreira nortearão a atuação da representação em Brasília.
  • Propor e acompanhar processos judiciais a fim de reparar e garantir direitos dos servidores da Polícia Federal – O SINPEF estará atento as demandas judiciais que influenciam na carreira e requerem reparação de direitos dos sindicalizados.
  • Prestar suporte para servidores aposentados – As necessidades dos sindicalizados aposentados serão alvo de dedicação especial.
  • Contribuir para qualificação dos servidores – O SINPEF, junto com a administração ou com iniciativas individuais, buscará a promoção da qualificação de servidores através de palestras e eventos.
  • Manter diálogo permanente com a administração – A diretoria sindical manterá contatos próximos e harmônicos com gestores da PF.
  • Promover eventos e atividades esportivas e culturais de interesse dos sindicalizados
  • Manter comunicação permanente com o associado – Através de diversos canais, o SINPEF manterá o sindicalizado informado de suas atividades e temas de interesse
  • Manter e ampliar os convênios para os associado com empresas e parceiros
  • Acompanhar e fomentar o posicionamento sobre questões referentes a causas policiais – O SINPEF estará atento a mudanças na legislação e decisões governamentais que impactem na atividade policial, administrativa e ambiente de trabalho
  • Ampliar a proximidade com entidades sindicais de forças de seguranças, estimulando de forma mútua o desenvolvimento dos servidores
Temas , , , .

 


Deseja comentar esta notícia? Autentique-se para postar um comentário. Efetue seu login aqui »

Ir para o topo da páginaIr para o topo da página