A saudade continua matando a gente… – Por: Valacir Gonçalves

(Depois de tanto tempo em “prisão domiciliar”)

Tô com saudade de “algumas” pessoas

E dos “desafetos de estimação” também…

De passear com meu cachorro

De apertar mãos sem risco de vida

Do meu canto em Gramado

Da Arena e do Beira-Rio

De quando não me “acusavam” de velho

Da minha filha

Do meu cachorro Robinho

De torcer pro Imortal

Dos almoços das quartas-feiras com a “gurizada” da PF

Dos happy nos botecos da vida

Do chimarrão (que não tomo) com os gringos do Sicredi…

Dos amigos do norte/nordeste

De passear na Redenção

De trocar desaforos com colorados e flamenguistas

De pegar sol nos parques de Porto Alegre

De assistir shows no Araújo

De passear no Iguatemi e no Bourbon Country

De X-burguer do Madero

De ouvir blues nos pubs que não são pubs

Dos lugares elegantes e dos botequins vagabundos

Dos lugares que nunca fui

De tomar cinco caipiras sem medo de morrer

E, principalmente, da maior saudade de todas

Daquele tempo em que a gente era feliz e sabia…

Amém!

e-mail vala1@uol.com.brblog www.valacir.com

Temas .

 


Deseja comentar esta notícia? Autentique-se para postar um comentário. Efetue seu login aqui »

Ir para o topo da páginaIr para o topo da página