A “Operação Lava Jato” é coisa do capeta… – Por: Valacir M. Gonçalves | SINPEF RS
 

A “Operação Lava Jato” é coisa do capeta… – Por: Valacir M. Gonçalves

Depois de “injustiçar” Luís Inácio e sua turma, depois de dizerem que eles saquearam o Brasil, que quase faliram a Petrobras, que trouxeram Copa do Mundo e Olimpíada para um país que clama por segurança, saúde e educação, que usaram empreiteiras como Banco do partido, e por aí afora, agora os integrantes da tal operação descobriram que devem passar o serviço pra gente mais especializada…

O Lula diz que é inocente, não fez nada, não é dono de nada, é quase um indigente. Que é perseguido por gente que não entende que a classe média tem o dever de bancar todo tipo de bandalheira com dinheiro público sem reclamar.

Lembro que o até o Temer e sua turma festejavam a Lava Jato vendo petistas e outros menos votados sendo presos, mas de uns tempos pra cá devem estar achando que eles passaram da conta… O bandido da Friboi gravar o presidente foi demais, a Polícia Federal investigar o Aécio pode ser o começo de alguma coisa… Tal qual o Lula, ele diz que é inocente, que não fez nada, que seu governo é um dos mais honestos da história também…

Lendo essas coisas estou quase convencido de que o Brasil virou uma Noruega e ninguém percebeu. Só falta os políticos brasileiros começarem a cometer suicídio na frente de câmeras da televisão como fazem políticos de países sérios quando são flagrados cometendo irregularidades, metendo a mão em dinheiro público, traindo o povo que votou neles…

Realmente, a “Operação Lava Jato” é coisa do capeta… Estou convencido de que temos os políticos mais honestos do mundo. Quem não tem vergonha na cara, quem comete todo tipo de bandalheira com o nosso dinheiro são os integrantes da Polícia Federal, do Ministério Público e do Judiciário que insistem em acusar gente honesta…

Amém!

e-mail vala1@uol.com.br

blog www.valacir.com

Temas .

 


Deseja comentar esta notícia? Autentique-se para postar um comentário. Efetue seu login aqui »

Ir para o topo da páginaIr para o topo da página